fbpx

Sabia que a situação de desemprego pode ser mais complexa do que a ausência de uma fonte de rendimento? Atualmente, o local de trabalho é um espaço privilegiado para a criação e manutenção de laços sociais. Trabalhar é igualmente importante para a noção de utilidade social e para a autoestima.

A ABRAÇO criou o projeto VIHva’SIDAde com o objetivo de promover a empregabilidade de pessoas infetadas e afetadas pelo VIH/SIDA em situação de desemprego. O projeto teve início em julho de 2017 e conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa.

 

O que é empregabilidade?

“Capacidade para arranjar um emprego ou para se adequar profissionalmente a um emprego”

 

O que pretendemos?

– Constituir uma resposta diferenciada na promoção da empregabilidade assumindo como centro da intervenção os pontos fortes e potencialidades das pessoas acompanhadas;

– Aumentar a consciencialização individual dos pontos fortes e a melhorar (autoavaliação), bem como, a sua aplicação no marketing pessoal durante o processo de integração no mercado de trabalho;

– Aumentar do nível de competências pessoais, sociais e profissionais ajustadas ao mercado de trabalho;

– Reativar o contacto com o mercado de trabalho para desempregados de longa-duração e restabelecimento de rotinas de trabalho, bem como, de responsabilidades;

– Aumentar a capacidade de análise da prestação individual nos diferentes momentos da procura de trabalho;

– Promover a autonomização na procura ativa de trabalho e melhor capacidade de resiliência;

– Minimizar as barreiras e estigma associados ao VIH/SIDA através da difusão de conhecimentos e de informação-chave;

– Contribuir para processos de integração profissional bem-sucedidos.

 

Como funciona o projeto

–  Atendimentos individuais: espaço de conversa e partilha sobre experiências profissionais anteriores, competências, interesses, motivações e pontos fortes;

– Definição de um plano pelo participante, com o apoio da equipa técnica na sua elaboração e execução;

– Apoio na construção das ferramentas necessárias à procura ativa de emprego;

– Acompanhamento na procura ativa de emprego;

– Simulações de situações reais (individuais ou em grupo);

– Acompanhamento das ações definidas no plano individual e gestão da motivação;

– Promoção de cuidados de imagem e apresentação;

– Participação em Workshops temáticos (consciencialização dos pontos-fortes, gestão do tempo, formação, ferramentas na procura de trabalho, direitos e deveres no trabalho, entre outros)

– Experiências em contexto real de trabalho até 3 meses para desempregados de longa-duração para reativação do contacto com o mercado de trabalho.

 

A quem se destina

Pessoas infetadas e afetadas pelo VIH/SIDA, residentes em Lisboa, que se encontrem em situação de desemprego.

 

Como se podem envolver as empresas neste projeto?

Já ouviu falar da Meta 90|90|90?

O projeto contempla um Eixo denominado conVIHver no âmbito do qual são realizadas ações de sensibilização/formação em empresas e outras organizações destinadas aos seus colaboradores.

A realização destas ações tem como objetivo disseminar informação sobre as Metas Globais definidas pela UNAIDS para 2020 e a sua implementação em Portugal, assim como, aumentar o grau de conhecimento sobre o VIH desconstruindo mitos e preconceitos.

 

Trabalho em Parceria

As empresas que pretendam contribuir para o sucesso deste projeto podem partilhar as suas ofertas de trabalho ou proporcionar a integração de participantes do projeto em experiências em contexto real de trabalho.

 

Patrocínio de Formações

E se uma pessoa desempregada está interessada numa formação de condução de empilhadoras ou de massagens? Formações como estas podem ser um investimento no futuro profissional de algumas pessoas, no entanto, nem todas estão disponíveis sem custos.

 

Informações e inscrições

Largo José Luís Champalimaud, 4A, 1600-110 Lisboa

21 799 7500

catarina.sousa@abraco.pt

joana.serpa@abraco.pt

 

Flyer Informativo