fbpx

PrEP injetável de longa duração poderá estar brevemente disponível

Imagine que em vez de tomar um comprimido todos os dias, como forma de prevenção do VIH, pudesse levar uma injecção com intervalos de apenas algumas semanas ou meses – talvez até duas vezes por ano? Isto pode, em breve, ser uma realidade.

PrEP – O que é?

Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) é um dos meios de prevenção do VIH, através da toma diária de um comprimido. O comprimido chama-se Truvada® (emtricitabina + tenofovir) e previne o VIH em mais de 99% dos casos.

Para onde caminhamos?

Actualmente, estão a ser consideradas alternativas à versão da toma oral. “As pessoas às vezes ficam com “fadiga” do comprimido, e torna-se oneroso ter que tomar o medicamento todos os dias da sua vida” (…) “Precisamos urgentemente de mais ferramentas de prevenção do VIH, que se encaixem facilmente na vida das pessoas (Anthony S. Fauci, Diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID).

A par desta necessidade, o número anual de novas infecções por VIH entre jovens, especialmente homens jovens que fazem sexo com homens tem aumentado, “É essencial desenvolver várias modalidades eficazes de prevenção do VIH, para que as populações mais vulneráveis ​​tenham opções preventivas” (Landovitz, investigador e professor da Escola de Medicina David Geffen).

Algumas preocupações que surgem com a versão injectável da PrEP prendem-se com a presença prolongada do medicamento no organismo que podem causar efeitos secundários, interacções medicamentosas e, caso ocorra a infecção pelo VIH, resistência aos anti-retrovirais necessários à gestão da infecção.


Estão a ser dados os passos necessários, num estudo global com uma forma injectável de acção prolongada do anti-retroviral, pretendendo-se incluir diversas populações (vulneráveis ao VIH) de forma a comprovar e assegurar a segurança, tolerabilidade e eficácia desta medida.

A versão injectável de longa duração seria tomada a cada quatro semanas, inicialmente, depois a cada dois meses e depois a cada quatro a seis meses.

Os resultados surgem como promissores, oferecendo avanços seguros, acessíveis e exequíveis no mundo do tratamento e prevenção do VIH. É provável que os injectáveis ​​de acção prolongada estejam disponíveis em breve – cientistas, activistas e políticos precisam estar preparados para garantir acesso equitativo.

Autor: Ana Rosa | Psicóloga Clínica
Email: ana.rosa@abraco.pt

Adaptado:

http://www.aidsmap.com/Beyond-iTruvadai-what-is-the-future-of-PrEP/page/3360678/

https://www.out.com/truvada-prep-long-lasting-injectable-alternatives-coming?fbclid=IwAR1PBV8KHtnncngNAHHqOAw-5oZ0NV9suxix66DOg1OyQM0esOvv3chHbDU