VHB

O que é?

Infeção causada pelo VHB. Esta infeção pode ser aguda ou crónica. Sem tratamento, pode evoluir para cirrose ou carcinoma hepatocelular.

Como se manifesta?

A infeção pelo VHB pode ser assintomática. Habitualmente, os sintomas surgem entre 6 semanas a 6 meses após contacto com o vírus:

  • Febre;
  • Fadiga;
  • Perda de apetite;
  • Náuseas e vómitos;
  • Dor abdominal;
  • Dores musculares e articulares;
  • Urina escura;
  • Icterícia (cor amarela da pele).

Como se transmite?

  • Relações sexuais desprotegidas (sexo oral, anal e vaginal);
  • Contacto com sangue infectado (partilha de material cortante e perfurante);
  • Via Vertical (transmissão mãe-filho durante o parto) – A mãe pode amamentar, no entanto, deve avaliar-se a situação em caso de mamilos sangrantes com fissuras e mãe com cargas virais elevadas.

Como se diagnostica?

Através de testes rápidos ou análises sanguíneas.

Como se trata?

É instituído tratamento caso o organismo não consiga combater a infeção. O tratamento consiste numa combinação de medicamentos ativos contra o vírus.

Como se previne?

a. A vacina contra o VHB consta do Plano Nacional de Vacinação (PNV) e é gratuita para todos os beneficiários do Serviço Nacional de Saúde. É administrada em três doses aos 0, 2 e 6 meses de idade. Esta vacina confere 95% de imunidade.

b. Deve utilizar-se o preservativo em todas as práticas sexuais. Materiais corto-perfurantes, tais como como lâminas de barbear, agulhas, escova de dentes, etc. não devem ser partilhados.

c. Nas situações de recém-nascidos filhos de mães infetadas, para além de um esquema de imunização especifico é administrada, no momento do nascimento, uma imunoglobulina específica anti-VHB.